cirurgia refrativa

Tudo o que você precisa saber sobre a cirurgia refrativa

Embora sejam alternativas eficientes, o uso de óculos ou de lentes de contato não é a única forma de tratar a miopia, presbiopia, hipermetropia e o astigmatismo. Outra possibilidade é a cirurgia refrativa, um procedimento eficaz que dispensa a utilização desses acessórios.

Você sabe como ela é realizada? Conhece as diferentes técnicas? Sabe quando é indicada? Caso tenha respondido negativamente a uma dessas perguntas, recomendamos a leitura deste post. A seguir, explicaremos tudo sobre o assunto.

O que é a cirurgia refrativa?

Trata-se de um procedimento cirúrgico que tem por objetivo alterar e corrigir os vícios de refração dos olhos. Com isso, o paciente tem a sua visão restabelecida, excluindo a necessidade dos óculos de grau ou das lentes de contato.

Ainda, a refração é o desvio e propagação da luz de um meio para o outro. Quando há um erro de refração, esse desvio é alterado e o ponto de foco deixa de incidir sobre a retina, distorcendo as imagens que enxergamos.

Tipos de cirurgias

Com os avanços tecnológicos, surgiram novas técnicas para realização da cirurgia refrativa. A seguir, conheça os principais aspectos de cada procedimento:

  • laser PRK: esta técnica consiste na raspagem e na aplicação do laser PRK diretamente na curvatura da membrana da córnea;
  • laser LASIK: neste procedimento, o oftalmologista faz uma abertura na lamela do olho para a passagem do laser LASIK, corrigindo o grau ocular do paciente;
  • SMILE: técnica na qual se aplica um laser de femtossegundo de alta precisão a partir de uma pequena incisão;
  • lente intraocular: consiste na implantação cirúrgica de uma lente dentro dos olhos. A técnica é mais indicada para quem não está apto a realizar a cirurgia a laser, para quem possui a curvatura da córnea mais fina ou o grau elevado de miopia, ou astigmatismo.

Quando é indicada?

A cirurgia refrativa é indicada para pessoas que possuem miopia, hipermetropia, presbiopia ou astigmatismo e não desejam mais utilizar óculos ou lentes de contato. Além disso, o paciente precisa ter mais de 18 anos, pois a estabilização do grau começa a ocorrer nesta idade.

Ademais, não é indicada para quem tenha algum tipo de contraindicação médica, como doenças que afetem a cicatrização e a recuperação cirúrgica, problemas cardiovasculares, patologias autoimunes, astigmatismo irregular, pupila grande ou córnea demasiadamente fina.

Como é realizada?

O procedimento depende do tipo de técnica que será empregada. A principal diferença do método LASIK é a realização de um pequeno flap (levantamento de uma fina camada na córnea) para aplicação do laser.

No caso da técnica SMILE, o procedimento é feito em um única etapa, aplicando o laser para criar uma lentícula na parte interna da córnea e realizando uma incisão de até 4 mm na superfície, alterando o formato da córnea. Já a lente intraocular não usa laser, sendo cirurgicamente inserida entre os olhos.

De modo geral, a cirurgia refrativa é eficaz e indolor, podendo durar até 10 minutos para ambos os olhos. A recuperação é rápida e o paciente está autorizado a retomar suas atividades em até três dias do pós-operatório.

Enfim, a cirurgia refrativa é uma intervenção reconhecida pela excelência dos resultados e pela sua segurança. Os pacientes retomam a sua acuidade visual, sem a necessidade de acessórios.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Comentários

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular