Lentes de contato

Lentes de contato: quando e por que usar

Quem precisa de óculos ou lentes de contato já está familiarizado ao uso de lentes oftálmicas, essenciais para compensar erros de refração, ou, simplesmente, problemas de visão. Para sua produção, podem ser utilizados vidro, que são materiais minerais, ou policarbonatos, materiais orgânicos. Para compreender o funcionamento das lentes de contatos, é preciso compreender o olho o humano e a formação da imagem nele.

A imagem se forma na retina, mas, antes disso, os raios de luz são refratados da córnea para o interior do olho, onde também são refratadas pelo cristalino, que é quem capacita o olho para ver tanto objetos distantes quanto próximos.

O que são lentes de contato

Inventadas pelo fisiologista alemão Adolf Eugen Fick e modernizadas pelo químico tcheco Otto Wichterle, as lentes de contato têm variados objetivos, sejam corretivos, cosméticos, corretivo-cosméticos ou terapêuticos e são utilizadas na superfície da córnea do olho.

Antes de Fick e Wichterle, as lentes de contato foram propostas por Leonardo da Vinci e René Descartes, nos séculos XV e XVI, respectivamente.

Quando usar

Nem sempre as lentes são utilizadas por quem tem algum problema de visão, sendo também úteis a quem busca alguma finalidade estética, como mudar a cor dos olhos.

Estas podem ser opacas, para transformar completamente a cor do olho, ou de melhoramento, para destacar a cor natural e tornar os limites da íris mais definidos.

A forma mais comum de uso, entretanto, é para corrigir alguma alteração patológica. Vamos a elas?

Miopia

Quem sofre desta condição precisa de óculos ou lentes para ver objetos distantes. Para esta finalidade, as lentes são mais finas no centro, direcionando melhor a luz para a retina.

Hipermetropia

Grosseiramente, é o contrário da miopia, ou seja, é a dificuldade em enxergar coisas que estão próximas. Neste sentido, são mais finas nas bordas e grossas no centro.

Astigmatismo

É um alteração na córnea que faz a visão ter um aspecto embaçado, sobretudo nas bordas. Assim, a imagem é recebida pela retina com vários focos, dificultando seu trabalho.

As lentes para astigmatismo são um produto recente, em formato cilíndrico e também são conhecidas como lentes tóricas.

Quando não usar lentes de contato

As restrições ao uso de lentes de contato são pequenas, mas precisam ser lembradas sempre.

Apesar de não haver contraindicação, o uso precisa ser mais atento e acompanhado em alguns casos, como no de profissionais que estão em contato frequente com poeira, giz ou produtos químicos, pois podem apresentar dificuldades.

Grávidas também podem sofrer com o uso das lentes, por causa das alterações de humor. As lágrimas, durante a gravidez, podem obter aumento de gordura e diminuição de água, causando algum desconforto na região das lentes por conta do fenômeno conhecido como olho seco.

Conhecendo a história e o que são as lentes de contato, bem como quando elas se tornam úteis ou quando podem configurar um incômodo, é imperativo relembrar que o uso deve sempre ser acompanhado por um oftalmologista competente e de confiança.

Quer saber mais? Estamos à disposição para solucionar qualquer dúvida que você possa ter e ficaremos muito felizes em responder aos seus comentários sobre este assunto. Leia outros artigos e conheça mais do nosso trabalho como oftalmologistas em Belo Horizonte!

Comentários

Posted by DUO Oftalmologia e Plástica Ocular